para divulgar o que vai sendo feito e pensado no projecto de dissertação do mestrado em comunicação multimédia
25
Jan 10

Powerpoint da apresentação do plano de investigação referente ao projecto.



 


 


14
Dez 09

Versão actual do desenho metodológico


 



09
Dez 09

Junto apresento a versão provisória do desenho metodológico do projecto, que inclui os conceitos, dimensões, indicadores, instrumentos de recolha e participantes respectivos ao estudo.


 


Este modelo irá sofrer alterações, uma vez que ainda tem que ser discutido e analisado em conjunto com os orientadores.


 



 


 


O desenvolvimento do projecto será distribuído ao longo de 5 fases 

 

Fase 1 - Análise e Planeamento - até 20 de Janeiro

Fase 2 - Conceptualização - até 15 de Março

Fase 3 - Validação de alterações - até 31 de Março

Fase 4 - Desenvolvimento - até 15 de Maio

Fase 5 - Conclusão redacção tese - até 11 de Junho

 

 


 

» Resultados esperados

Com esta investigação espera-se conceber um interface de construção de Learning Objects, de modo a facilitar a tarefa de criação de cursos para formação à distância para o Conceptor/formador.

Pretende-se ainda a integração de L.O. na plataforma LMS, de modo a promover a comunicação e interacção de objectos multimédia de aprendizagem, em contexto de formação profissional. Espera-se alcançar este objectivo através da criação de ecrãs, interface, sequências de aprendizagem, que promovam o interesse pelos conteúdos apresentados. 

 


 Após a última reunião, foram decididos mais alguns aspectos importantes sobre o desenvolvimento do projecto na PT Inovação.


 



» Título



Criação de Learning Objects em contexto de formação profissional - estudo de caso no âmbito do projecto POLO


 


» Pergunta de Investigação 



Utilizando um novo paradigma de visualização e manipulação de conteúdos na plataforma POLO, a construção de um learning object, por parte de Conceptor/criador de conteúdos (formador), é facilitada?


 



» Objectivos



Conceber interface de construção de l.o. por parte do Conceptor


Integrar Learning Objects numa plataforma LMS 



 






27
Nov 09

    Entrevista  a Sofia Geitoso, no âmbito da disciplina de Seminário.

 

De que forma enquadras a tua investigação no actual paradigma da web social?

Sofia: A minha investigação enquadra-se no actual paradigma da web social na medida em que o elearning é uma forma de ensino que pode tirar muito partido das novas ferramentas disponíveis, promovendo uma maior interacção/partilha entre formandos e formadores.

 

De que forma a tua investigação poderá contribuir para alterações de atitudes e comportamentos?

Sofia: A minha investigação visará sobretudo contribuir para um comportamento mais interessado e consciente dos formandos ao utilizar as ferramentas e conteúdos disponibilizados.

 

A tua investigação centra-se numa lógica de valorização do indivíduo ou de uma organização?

Sofia: Do indivíduo para o bem da organização, porque ao investir na melhor/ mais eficiente formação dos invdivíduos (colaboradores), também estará a contribuir para o melhor desenvolvimento da organização.

 

A tua investigação explora uma lógica entusiasta ou numa lógica crítica?

Sofia: A minha investigação explora uma lógica entusiasta da web social, uma vez que promove a utilização e aprendizagem das ferramentas por esta disponibilizadas, incentivando a partilha e uma maior participação colaborativa dos formadores e formandos.

 

De que forma a tua investigação actua na inter-dependência tecnologia-sociedade?

Sofia: Dentro do campo específico da aprendizagem, a minha investigação aprofunda esta inter-dependência já que promove a utilização de tecnologia e das ferramentas por ela disponibilizadas para um melhor cumprimento dos objectivos no contexto referido.

 


06
Nov 09

Índice provisório

 


28
Out 09

» Quem serão os participantes no meu estudo? Como serão seleccionados?


 

Uma vez que o projecto consiste em duas vertentes, os participantes do estudo irão depender da escolha de um dos dois tipos de público-alvo. Assim, o estudo poderá ser feito com foco nos formadores ou nos formandos. Os formadores em causa, serão colaboradores da PT Inovação que pretendem construir objectos de auto-aprendizagem para formandos da mesma organização que queiram obter informação sobre determinada área de conhecimento.

 



» Que dados necessito para o meu estudo?


 

Para o meu estudo é necessário obter dados sobre a utilização das soluções de construção e visualização propostas. Assim, será importante avaliar a utilização do interface, ao nível da interacção e visualização, o desempenho na utilização das funcionalidades disponiblizadas, e tentar perceber em geral se a proposta apresentada responde às necessidades dos utilizadores e o que gostariam que fosse incluído na ferramenta.

 



» Como vou recolher os dados para o meu estudo? Que instrumentos preciso de adaptar/criar/validar e aplicar?


 

Os dados serão recolhidos no âmbito da PT Inovação com recurso a testes de usabilidade. Estes testes irão consistir na realização de um número de tarefas pré-definidas, seguido da resposta a inquérito/questionário dobre os mesmos. Caso seja considerado pertinente no esclarecimento de respostas fornecidas pelos inquiridos, poderão ser efectuadas entrevistas.
Prevê-se assim a necessidade do estabelecimento de escalas de avaliação para as grelhas de informação obtida nestes estudos.
 


No dia 22 de Outubro de 2009, eu e a Sofia deslocámo-nos à PT Inovação para nos reunirmos com os professores Arnaldo Santos e Luis Pedro com o objectivo de definir os projectos de investigação.
    Após uma fase inicial em que se discutiram questões mais práticas, partiu-se para a apresentação de alguns projectos, já em desenvolvimento na PT Inovação, nos quais nos poderemos integrar.
    Um dos projectos apresentados foi o de um portal de Learning Objects (chamemos-lhe Projecto X), que permite criar L.O. multimédia, forma automática e semi-automática integrado com LMS, LCMS e KMS. Neste contexto, um L.O. consiste numa unidade mínima com introdução/objectivos, desenvolvimento (actividades pedagógicas), síntese e questionário. Estes objectos de aprendizagem podem ser agrupados e reutilizados para constituir percursos de aprendizagem adaptados às necessidades dos formadores e formandos. Foi também abordado o conceito de rapid learning e a sua pertinência no contexto do projecto e das necessidades das empresas.
Num contexto de utilização mais específico, o Projecto X será um portal onde se disponibilizam conteúdos de aprendizagem que o utilizador poderá pesquisar, catalogar, visualizar, de acordo com os seus interesses/necessidades. Do ponto de vista do formador, o Projecto X disponibiliza um modo semi-automático de agregação de recursos, funcionando como editor de conteúdos multimédia para web.    
    O projecto irá então incidir em duas vertentes: a do formador e a do formando.
    A nível das funcionalidades disponíveis para o utilizador-formador, pretende-se tornar o método de templating existente o mais flexível possível, para personalizar o modo de visualização e interacção de conteúdos.
    Em relação ao utilizador-formando, as questões a resolver são ao nível da forma de navegação no portal de conhecimento e na personalização do seu ambiente de auto-aprendizagem. Pretende-se a construção automática do perfil do formando, com base nos conteúdos acedidos, possibilitando a sugestão de outros percursos/conteúdos que se enquadrem nas suas áreas de interesse.
    Falou-se ainda de outros projectos relacionados com o Projecto X, nomeadamente ECEL, PEGAC e PEGECEL. Foi também referido como ponto importante o facto de ser necessário conceptualizar soluções tendo em atenção as limitações tecnológicas do Projecto X.
    As soluções desenvolvidas deverão ser posteriormente aplicadas aos conteúdos de Elearning já existentes em áreas da PT Inovação, como NOSIS, NETBAND e NGIN.
    A nível de pesquisa teórica a realizar para preparar o estudo, foi recomendada a investigação dos vários paradigmas de interacção para cada tipo de sistema ou portal.
    Como conceitos-chave retemos:
    - auto-estudo
    - auto-aprendizagem
    - auto-formação
    - conteúdos multimédia
    - interacção/navegação conteúdos web
    - flexibilização e personalização

 


21
Out 09

 

» Qual a metodologia que, neste momento, considero mais adequada para o meu projecto de investigação?

 

Neste momento, considero que o procedimento metodológico que melhor se aplica à minha investigação é o procedimento investigação-acção.

 

 

 

» Porquê?

 

Porque o desenvolvimento prático do projecto implica obtebção de informação e estudo da mesma, de modo a chegar a uma ou mais soluções.

 

 

Considero que esta investigação tem um objectivo exploratório, uma vez que em primeiro lugar será necessário clarificar o problema para em seguida formular hipóteses para a sua resolução.

 

 


mais sobre mim
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


arquivos
2010

2009

pesquisar blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO